Faça este curso, porque você precisa aprovar em seu próximo exame, concurso ou vestibular.

Chacina apavorante

Enquanto a polícia não identificar e prender os responsáveis pela chacina do bairro Teresópolis, a população de Porto Alegre não poderá ficar tranquila. Certamente existem muitos outros bandidos soltos por aí. Mas exterminadores cruéis e sanguinários são mais raros. E não há outro qualificativo para o atirador que eliminou três pessoas e feriu outras duas na noite de segunda-feira, numa área relativamente calma da cidade. Pelo que se sabe, os jovens, que não tinham antecedentes criminais, estavam simplesmente conversando quando dois motoqueiros se aproximaram e um deles começou a atirar, sem qualquer aviso ou discussão.

Aparentemente, não é um caso de disputa ou vingança em torno do tráfico de drogas, causa frequente da morte prematura de jovens nas cidades grandes, infelizmente admitida como coisa normal pelas autoridades e pela sociedade. Não deveria ser. A morte violenta de qualquer pessoa, independentemente dos motivos, precisa ser encarada sempre como anormalidade, como ruptura da civilidade e afronta aos direitos humanos. Todos os criminosos precisam ser contidos e afastados do convívio social. Mas os psicopatas exterminadores exigem ainda mais atenção, pois matam sem piedade, não distinguem suas vítimas e o fazem sem qualquer lógica.

De outra parte, é também preocupante a quantidade de jovens vitimados pela violência urbana. Ainda que o tráfico de drogas seja o pano de fundo dessa tragédia, fica evidente que as famílias e o poder público não estão conseguindo oferecer oportunidades de educação, lazer e emprego para prevenir a degradação da juventude.

A chacina de Teresópolis não pode cair no esquecimento. O mínimo que se espera da polícia e das autoridades é que descubram logo quem foram os autores e qual a motivação, para que barbárie semelhante não volte a ocorrer em nossa cidade.


FIM

(http://wp.clicrbs.com.br/opiniaozh/?topo=13,1,1,,,13)



bandidos soltos, redação sobre chacina, exterminadores, franco atirador, jovens, antecedentes criminais, violência, motoqueiros criminosos, morte prematura de jovens, redação dissertativa sobre sociedade brasileira, morte violenta, tráfico de drogas, civilidade, direitos humanos, degradação da juventude, convívio social, violência urbana, educação, poder público, redação pronta sobre drogas