Faça este curso, porque você precisa aprovar em seu próximo exame, concurso ou vestibular.

A "causa"

Para muitos entre nós, existe um grande diferença entre roubar por uma causa e roubar. Na época da ditadura, não faltavam “causas”, nessa ocasião foram feitos cerca de 150 assaltos a banco com uma arrecadação de mais de US$ 3 milhões. Hoje seguem os bancos sendo assaltados, mas faltam aos praticantes uma “causa”, então é roubo.

A “causa”, para ser assim chamada, não pode ser mesquinha, ao menos no início, deve ser grandiosa, no mínimo tão grandiosa quanto a soma surrupiada. Não se imagina que possa ser defendida por um homem só, tem que envolver mais gente, uma organização, ter uma base teórica em um distante, bota distante nisto, horizonte de melhorias sociais. Tendo estes pré-requisitos, desviar recursos de empresas estatais não é roubo propriamente dito e, havendo tentativa de confundir as coisas, lembrar que outros no passado já tinham bebido da mesma fonte.

Então a corrupção tem uma fonte interessante no seio de nossa pátria amada que lhe dá suporte vital, a crença de que no fundo tudo é feito por uma boa “causa”. Os pobres tirariam proveito futuro desses atos aparentemente desatinados praticados por lideranças reconhecidas que lutam por dividir melhor a riqueza do país, mas que circunstancialmente foram pegos com a boca na botija. É essa crença na “causa” que permite o punho cerrado às portas da cadeia.

Mesmo os crentes na “causa” são capazes de admitir o desvio de conduta de alguns elementos integrantes da organização que se deixaram levar pela tentação, mas jamais aceitaram que não existe uma “causa”, não existe causa alguma, só consequências, que caíram no conto do vigário, que estão diante de pessoas apenas, não líderes supremos e intocáveis, pessoas que sonham com as mesmas coisas que nós sonhamos quando jogamos na loteria, acrescido talvez da ideia de poder, mas que resolveram ir pelo caminho mais fácil e curto para chegar à tão sonhada independência financeira, gente que se valeu da boa-fé de muitos para roubar o futuro de todos.


FIM

(JOÃO LUIZ COUTO ANZANELLO, http://wp.clicrbs.com.br/opiniaozh/?topo=13,1,1,,,13)



redação sobre roubar, por uma causa, assaltos a banco, roubo, organização terrorista, redação dissertativa sobre corrupção, base teórica, melhorias sociais, desvio de recursos de empresas estatais, redação pronta sobre pátria brasileira, pátria amada, riqueza do Brasil, com a boca na botija, conto do vigário, líderes supremos, loteria, redação dissertativa pronta sobre independência financeira, futuro de todos