Faça este curso, porque você precisa aprovar em seu próximo exame, concurso ou vestibular.

Livro didático e insucesso escolar

Apesar de ser um tema recorrente nas discussões sobre a qualidade no processo de ensino e aprendizagem em nosso país, ainda continua sendo um assunto atual nos dias de hoje. Estamos nos referindo aos conteúdos e às metodologias usados pelos professores no que diz respeito ao livro didático, particularmente nas séries do ensino fundamental.

Pesquisas recentes continuam apontando aspectos que relacionam o fracasso de uma parcela considerável de estudantes no decorrer da sua trajetória de escolarização, com os livros didáticos utilizados no sistema de ensino público e privado.

Mesmo diante de mundo globalizado por meio do acesso à internet ou à informação virtual, o livro didático adotado pelas instituições de ensino, continua sendo a principal ou única fonte de informação que se trabalha em sala de aula por um contingente significativo de educadores.

Disso resulta num trabalho de ensino com características enfadonha, ausência de diálogo, desinteresse, reprodução de informação e nenhum estímulo a curiosidade e ao desafio de pensar e criar algo. Consequentemente temos uma formação escolar de baixo nível ou em curto e médio prazo o desinteresse do estudante pela sala de aula e a continuidade dos estudos.

A prática tradicional do uso exagerado do livro de didático no exercício da docência em sala de aula, acaba por gerar um quadro com efeitos perniciosos e muito ruim aos estudantes, qual seja, a memorização de informações e reprodução sem que antes haja uma reflexão e problematização desse conteúdo.

Um dos elementos fundamentais que impulsiona um estudante a ter interesse e boa aprendizagem consiste no estímulo da busca do novo, no desafio de superação dos próprios conhecimentos e limites. Isso acontece quando se oportuniza a reflexão, a pesquisa, quando se tem sentido, finalidade e objetivo no conteúdo que está sendo ministrado.

O desafio para superar os livros didáticos, alguns ainda visivelmente estáticos e obsoletos, permeado de conteúdos poucos relacionados com realidade social e cultural dos alunos, consiste no uso de metodologias que superem essas problemáticas.

Para dificultar mais ainda esse processo, contribui a situação de apatia de uma parcela de professores da rede pública e privada de ensino, que tem contra ele uma infinidade de aspectos que vão das péssimas condições de trabalho aos salários aviltantes.

Apesar dos avanços ocorridos nos últimos anos no que se refere à qualidade dos materiais didáticos, muito ainda precisa ser feito para que se atinja patamares satisfatórios, de modo que possa efetivar uma contínua ação, abstração e reflexão do sujeito em formação, para que o livro didático contribua efetivamente para o sucesso escolar e profissional dos estudantes


FIM

(Elias Januário, http://www.gazetadigital.com.br/conteudo/show/secao/60/materia/441193/t/livro-didatico-e-insucesso-escolar, com modificações nossas para fins didáticos)



redação sobre livro didático, ensino fundamental, estudante, escolarização, sistema de ensino público, redação dissertativa sobre ensino e aprendizagem, mundo globalizado, internet, sistema de ensino privado, informação virtual, redação pronta sobre instituições de ensino, educador, sala de aula, estudos, docência, conhecimentos, reflexão, realidade social, redação dissertativa pronta sobre metodologias de ensino, rede pública de ensino, materiais didáticos, redação sobre sucesso escolar, rede privada de ensino