Faça este curso, porque você precisa aprovar em seu próximo exame, concurso ou vestibular.

Mais espaço para diálogo

A diplomacia pôs à prova, em meio a desconfianças e à ampliação de conflitos, as virtudes da conversa e do bom senso. Depois de uma maratona de negociações, o Irã e seis potências globais firmaram um acordo que suspende o bloqueio econômico em troca de limitações no programa nuclear do país persa. O anúncio prevê que o Irã restringirá seu estoque de urânio enriquecido ao limite mínimo necessário para o uso em fins médicos e científicos, sob vigilância de inspetores estrangeiros, abortando assim o plano de construção da bomba atômica. Esperava-se, como ocorreu após o anúncio do acordo, que vozes do pessimismo expressassem incertezas, como reforço de setores que torcem contra o entendimento.

Mas o que prevalece é a esperança de um desfecho em favor da paz e da convivência harmoniosa. O mais importante é que a decisão aponta para um futuro de mais diálogo no Oriente Médio, com o fortalecimento de nações empenhadas num acordo, sob a liderança dos Estados Unidos. Os próprios negociadores advertem para o fato de que o acerto definitivo somente será selado em junho, o que significa que ainda há um caminho a percorrer.

É compreensível, nesse contexto, que a cautela ainda oriente as reações de alguns dos protagonistas da iniciativa. O que não impede que personagens decisivos para o êxito da rodada de negociações antecipem a comemoração pelo entendimento. Como observa o presidente estadunidense, o que se firmou foi mais do que um acordo pela não proliferação de armas nucleares, e sim pela paz duradoura na região, com repercussões em todo o mundo.


FIM

(http://wp.clicrbs.com.br/opiniaozh/?topo=13,1,1,,,13, com modificações nossas para fins didáticos)



Tema da redação: diálogo. Tópicos: diplomacia, potências globais, bloqueio econômico, programa nuclear, bomba atômica, redação sobre convivência harmoniosa, armas nucleares, paz