Faça este curso, porque você precisa aprovar em seu próximo exame, concurso ou vestibular.

Incompreensões

Quanto menor é a capacidade crítica de uma pessoa, maior é sua dificuldade de assimilar opiniões contrárias. E, quanto mais estreita é sua visão de mundo, mais corporativa se torna, além de alimentar sentimentos negativos como perseguição. Enfrento dificuldades com parte dos servidores da Defesa Social em Minas por conta de posições que defendo e não são do agrado de alguns coronéis, soldados, investigadores, guardas, delegados e agentes.

Um exemplo: contra a aposentadoria de 30 anos para homens e 25 anos para mulheres. Por várias razões, mas, a principal é que num futuro próximo o Estado não terá recursos para pagar ao efetivo da reserva. Além disso, não é inteligente que o Estado invista em aperfeiçoamento de seus oficiais e que, no auge de sua forma física e intelectual, eles sejam retirados dos quartéis quando têm ainda 30 anos ou mais de vida, em média. E aposto que, se consultados, muitos deles gostariam de ter outra carreira, que incluísse melhores salários, mais progressão, outros estímulos continuando em atividade. O que um homem de 47 anos fará em casa, hoje, se aposentado? É claro que vai procurar outra ocupação e, aí, muitas vezes, ela está intimamente ligada ao militarismo, gerando conflitos com as conseqüências que conhecemos bem. Mais perigoso do que um coronel reformado comandando segurança de shopping ou supermercado é só a possibilidade (quase uma premonição) de que ele irá contratar colegas da ativa para que, nas “horas de folga”, façam bico sob seu comando. Uma tragédia, do ponto de vista da ética, da segurança e da cidadania. É por isso que quando ocorrem crimes como a da caixa assassinada recentemente no Padre Eustáquio a gente fica sem saber detalhes, de onde partiu o tiro, quem era realmente o vigilante...

Outra coisa horrorosa e que continua sem explicação é aquela ocorrência da rodoviária em que guardas municipais acusaram um PM reformado de fazer transporte clandestino, os colegas desse vieram, houve briga generalizada, uma guarda foi ferida gravemente no rosto e até hoje ninguém conta se o infrator está preso. Além, é claro, da punição para os brigões. Neste mesmo episódio lamentável, a reação dos líderes da guarda foi a de pedir, de novo, armamento. Como se mais revolveres resolvessem a parada no meio daquela briga de rua e insana que travaram no terminal.


FIM

(Eduardo Costa, http://www.hojeemdia.com.br)



Tema da redação: crítica. Tópicos: opiniões contrárias, visão de mundo, sentimentos negativos, redação dissertativa sobre mania de perseguição, aposentadoria, salários, ética, segurança, cidadania, redação pronta sobre transporte clandestino